Avaliador Imovel - Engenheiro Civil Especialiazado em Avaliação de Imóvel

Quem Somos

Somos Uma Equipe de Engenheiro Civil Especialista Avaliação de Imóvel Aptos para Atender Suas Necessidades fazendo uma Avaliação estritamente Técnica.

.
 Peritos Imobiliários

Peritos são chamados pela Justiça para oferecerem laudos técnicos em processos judiciais, nos quais podem estar envolvidos pessoas físicas, jurídicas e órgãos públicos.  Perícias e Avaliações Judiciais são muito utilizadas nos casos de desapropriações, Indenizatórias, reinvidicatórias, demarcatórias, divisórias, perdas e danos, renovatórias de locação, usucapião, reintegração e manutenção de posse interdito proibitório, lucros cessantes, etc... Trabalhamos nas duas pontas, seja como peritos em um processo ou até mesmo como Assistentes Técnicos para acompanhar ou contra argumentar sobre perícias/laudos apresentados nos autos pelos Peritos indicados pelos magistrados.


Laudo Técnico X Laudo Pericial

 “Laudo Técnico – Atividade que consiste em elaborar uma peça escrita, fundamentada, na qual o profissional expõe as observações e estudos efetuados, bem como as respectivas conclusões”



No dicionário Aurélio, encontramos:

“Laudo – Peça escrita, fundamentada, na qual os peritos expõem as observações e estudos que fizeram e registraram as conclusões da perícia”.



É visível que as definições são similares, diferenciando-se somente quanto à referência de “Laudo Técnico” e “Laudo Pericial”.

Apesar de terem a mesma finalidade e destinação, a diferença básica entre ambos é a competência legal para sua realização, ou seja, apesar de serem ambas vistorias técnicas realizadas por pessoas habilitadas para sua desenvoltura, a competência legal para sua realização é que determina a diferenciação entre elas.



O Laudo Pericial diverge na sua aplicabilidade, pois o responsável pela sua realização é profissional designado por força de lei – perito oficial – ou nomeado pelo judiciário para atuar em determinado feito – perito nomeado.
O Laudo Técnico é documento resultante de vistoria realizada por pessoa que apesar de ter conhecimento técnico do assunto, não tem a competência para atuar como perito, oficial ou nomeado.



Laudo pericial é o resultado da investigação do perito que foi contratado pelo juiz para auxiliá-lo em assuntos contábeis, este laudo é o que o juiz levará em conta durante o julgamento. Parecer pericial é o parecer fornecido pelo perito assistente que normalmente é o perito contratado pelas partes para que acompanhem as investigações.  Se por acaso o laudo pericial e o parecer pericial divergem em algum assunto, esta parte será colocada em evidência.
A função da prova pericial poder ser transformar os fatos da lide, técnicos ou científicos em verdade e certeza. As modalidades principais da prova pericial podem ser :
• Exame 
• Vistoria 
• Arbitramento 
• Avaliação 




Laudo Pericial e a Obrigatoriedade de sua Fundamentação



Perícia é a pesquisa, investigação, averiguação, procedida por pessoa dispondo de conhecimentos especializados, a propósito de coisa ou matéria necessária para a instrução do processo. O perito age como auxiliar do juiz, suprindo a falta ou insuficiência de conhecimento deste em matérias não jurídicas, tais como medicina, engenharia, balística, etc. De todos os meios de informação pode utilizar-se o perito para o desempenho de sua função. 


O artigo 429 do Código de Processo Civil explicita audiência de testemunha, solicitação de documentos que estejam em poder de parte ou em repartições públicas, a obtenção de informações em geral.

As conclusões do perito são lançadas em uma peça denominada laudo. Distingue-se o laudo do mero parecer porque o laudo é feito para prova de fato que depende de conhecimento especial . Nele pode o perito proceder livremente, ouvir testemunhas, colher dados e informações, juntar pesquisas científicas e etc. Já o parecer é uma mera resposta à consulta de uma das partes sobre dados preexistentes.

A instrução do laudo com plantas, desenhos, fotografias, gráfico e outras peças enriquece-o, completa-o, dá-lhe força, preenche-lhe por vezes os brancos; revela o cuidado do técnico, sua eficiência; valoriza sem dúvida o trabalho. Partindo-se de que o laudo exprime as conclusões de seu autor, deve conter a indicação de todas as fontes de informação; os trabalhos de pesquisa, os livros e documentos examinados, as pessoas ouvidas, em síntese, a menção de tudo que, de interesse para a perícia, ocorreu durante a diligência.   

Fonte: http://www.jurisite.com.br/doutrinas/administrativa/doutadm40.html



Solicite seu Orçamento Gratuitamente
E-mail - Marcelobotelho48@hotmail.com
Engenheiro Civil
Tel (21) 97505 -5463

Nenhum comentário:

Seguidores